Categorias
AMP Accelerated mobile pages

Criando menu acordeão com AMP: amp-accordion

Um dos componentes mais populares do AMP é o amp-accordion, o componente de accordion(acordeão) ou sanfona como também é conhecido permite o usuários comprimir e expandir determinadas sessões. Ele é útil também em dispositivos móveis para reduzir a quantidade de scroll de uma sessão. Neste post iremos entrar em alguns detalhes desse componente.

Comportamento

Cada filho imediato do componente para ser considerado um accordion session precisa estar dentro de uma tag section.

  • amp-accordion pode conter uma ou mais elementos <section>
  • Cada <section> deve conter exatamente dois filhos.
  • O primeiro filho vai representar o header o ideal ele utilizar as tags h1, h2, h3, …, h6 e header.
  • Clique ou tap no header vai expandir ou comprimir o elemento responsável pelo conteúdo.
  • Os estados de expandir e comprimir é preservado por cada elemento.

Eventos e ações

Accordion component dispara dois eventos:

  • expand: quando o elemento section referente ao conteúdo muda do estado recolhido para o estado expandido.
  • collapse: quando a elemento section referente ao conteúdo muda do estado expandido para o estado recolhido.

Já quando falamos de ações temos as seguintes ações disponíveis: toggle, collapse e expand. Agora temos uma introdução sobre o componente vamos para um exemplo prático primeiro precisamos chamar o script responsável.

<script async custom-element="amp-accordion" src="https://cdn.ampproject.org/v0/amp-accordion-0.1.js"></script>

Nosso markup ficará da seguinte forma:

<amp-accordion expand-single-section>
              <section id="step1" expanded>
                <h3 class="recipe__step__title">1. Gather the ingredients.</h3>
                <p>
                  Lorem, ipsum dolor sit amet consectetur adipisicing elit.
                  Perspiciatis explicabo vero, facere, dolorem quia eligendi solut.
                </p>
              </section>
              <section id="step2">
                <h3 class="recipe__step__title">
                  2. Cut half of a lime into small wedges.
                </h3>
                <p>
                  Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipisicing elit. Hic,
                  ipsam repellat? Animi excepturi nostrum ducimus minus natus nobis.
                </p>
              </section>
</amp-accordion>

E resultado será o seguinte:

No markup acima não coloquei as 6 sections mas o código é só uma repetição do primeiro bloco. Mas o importante nesse print são dois pontos primeiro as propriedades:

  • expand-single-section: com ela determinamos somente um sessão do acordeão será aberta por vez.
  • expanded: determina se a sessão iniciará expandida.

Segundo o componente já possui um estilo, caso queira personalizar esse estilo podemos adicionar qualquer class nos elementos que fazem parte do acordeão:

<amp-accordion expand-single-section>
              <section id="step1" expanded>
                <h3 class="recipe__step__title">1. Gather the ingredients.</h3>
                <p>
                  Lorem, ipsum dolor sit amet consectetur adipisicing elit.
                  Perspiciatis explicabo vero, facere, dolorem quia eligendi soluta
                  expedita maxime animi, quos deleniti exercitationem quae impedit
                  recusandae nobis laborum hic? Sed, dolor.
                </p>
              </section>
              <section id="step2">
                <h3 class="recipe__step__title">
                  2. Cut half of a lime into small wedges.
                </h3>
                <p>
                  Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipisicing elit. Hic,
                  ipsam repellat? Animi excepturi nostrum ducimus minus natus nobis
                  porro, facere, ipsa id repudiandae illum tenetur nulla vel et
                  molestias fugit.
                </p>
              </section>
</amp-accordion>

css:

.recipe__step__title {
        background: var(--secondary-color);
        padding: 0.5em;
        border-top: transparent;
        border-left: transparent;
        border-right: transparent;
        border-bottom: 3px solid var(--primary-color);
        color: var(--header-color);
        text-align: left;
      }

Com isso temos o resultado:

O exemplo acima é somente para exibir como o podemos alterar o cabeçalho, por exemplo, alterando o h3 conseguimos personalizar o header da nossa sessão.

Para mais tutorias sobre amp confira a página de categoria: https://blog.fellyph.com.br/category/amp/

Para acompanhar o curso online assine o canal:

Link da playlist: https://www.youtube.com/watch?v=Ku9-Hnqjjb4&list=PLmIA3VZysEqQxsVcZ7u2ZHOnh78eIOKON

Categorias
AMP Accelerated mobile pages

Ouvindo eventos com AMP e trabalhando com amp-sidebar

Para esse post iremos implementar um menu slider, com isso precisar aprender dois itens importantes o primeiro é interação com eventos e o segundo é o componente amp-sidebar, para nosso exercício iremos aplicar em nosso projeto the best caipirinha o menu atualmente se encontra sempre visível no modo desktop não temos problemas mas nas versões mobile temos os menu sempre cobrindo o nosso conteúdo, como podemos ver na imagem abaixo:

nosso menu se comporta na versão mobile

Como solução para o nosso problema iremos exibir o menu apenas quando o usuário clicar no botão menu. Para isso precisamos acompanhar o evento de click do usuário. Como fazemos isso com AMP? Com JavaScript ouvimos os eventos através do addEventListener mas com AMP iremos utilizar o atributo on.

atributo “on”

Com AMP para acompanhar eventos com tap, cliques de mouse interações com o teclado. Esses eventos nos componentes AMP são acompanhados pelo atributo on além de acompanhar os eventos podemos definir ações específicas chamadas de actions, por exemplo:

<button on="tap:menu.hide">

No código acima temos um botão que está acompanhando a ação de tap e quando realizado o elemento com id “menu” onde será realizada a ação de “hide” para esse código funcionar precisamos de elemento com o id menu exemplo:

<div id="menu">Meu menu</div>
<button on="tap:menu.hide">Fechar o menu</button>

Ações

No exemplo acima utilizamos a ação hide ele faz parte de um grupo de ações genéricas disponíveis para todos componentes AMP e elementos HTML que são elas:

  • hide
  • show
  • toggleVisibility
  • toggleClass
  • scrollTo
  • focus

Alguns componentes possuem ações e eventos específicos, por exemplo, o amp-carousel possui a ação goToSlide onde podemos exibir um slide específico e o evento slideChange que com ele podemos acompanhar esse evento e determinar alguma ação quando necessário.

amp-sidebar

Agora que temos uma introdução a eventos e ações com AMP vamos implementar esses novos recursos a nossa aplicação, primeiramente vamos adicionar o component amp-sidebar em nossa aplicação ele irá necessitar um script extra:

<script async custom-element="amp-sidebar" src="https://cdn.ampproject.org/v0/amp-sidebar-0.1.js"></script>

O componente amp-sidebar oculta o conteúdo destinado a uma acesso temporário exemplo, links de navegação, botões, menus. O componente pode ser controlado por botões.

amp-sidebar possui um comportamento bem específico:

  • O conteúdo irá aparecer sempre da direita ou esquerda da página dependendo de qual valor definido pela propriedade side.
  • amp-sidebar deve conter um componente HTML válido.
  • layout nodisplay é obrigatório
  • É recomendado que o componente amp-sidebar seja um filho direto da tag body para preservar a ordem lógica do DOM especialmente para leitores de tela.
  • A ação de zoom é desabilitada para preservar o seu funcionamento.
  • A largura da sidebar pode ser ajustado via CSS mas respeitando uma largura mínima de 45px.

Depois da introdução ao componente vamos a sua utilização:

  <button class="recipe__header__menuBtn" on='tap:sidebar-menu.toggle'>Menu</button>    
  <amp-sidebar id="sidebar-menu" side="left" layout="nodisplay">
          <nav class="recipe__navigation nav">
            <ul class="recipe__navigation__menu">
              <li class="recipe__navigation__item">
                <a href="#about">About</a>
              </li>
              <li class="recipe__navigation__item">
                <a href="#ingredients">Ingredients</a>
              </li>
              <li class="recipe__navigation__item">
                <a href="#steps">Steps to Make It</a>
              </li>
            </ul>
          </nav>
        </amp-sidebar>

No código acima temos um botão responsável por invocar a exibição da nossa sidebar, inicialmente ela estará no estado nodisplay, acompanhamos o evento de tap e quando pressionado ele irá realizar ação de toggle em nosso amp-sidebar com id sidebar-menu, todo o efeito de animação já será definido pelo componente e depois que o código é aplicado em nossa aplicação o resultado será o seguinte:

Assim temos a solução para o nosso menu tanto para desktop quanto mobile

No código acima é uma parte da nossa solução para ver a solução completa só acessa o repositório no github vamos fechando esse tutorial por aqui. Caso tenha alguma dúvida só deixar um comentário.

Categorias
AMP Accelerated mobile pages

Trabalhando com amp-youtube

No post anterior como utilizar nosso primeiro componente o amp-img neste post vamos entender um pouco mais sobre componentes AMP e como utiliza-los. Primeiramente existem três tipos de componentes:

  • Built-in são os componentes base da biblioteca como amp-img e amp-pixel.
  • Extended componentes que precisa de um script extra para executar geralmente atendem a problemas mais específicos amp-twitter, amp-youtube, amp-analytics.
  • Experimental Componentes que estão em fase de teste

Assim como web components todos os componentes AMP precisam de javascript para serem executados, com a diferença que alguns estão presente em seu core como amp-img e outros precisam de um script extra. Essa técnica a reduzir o tamanho de sua aplicação porque carregamos somente os componentes que necessitamos.

Navegando pelo repositório de componentes

Para saber qual componentes devemos utilizar a documentação será o nosso melhor aliado acessando o endereço https://amp.dev/documentation/components/ você encontrará a lista de componentes existentes e a descrição de como eles se comportam.

aqui temos um exemplo de uma página da documentação

Na documentação você irá as seguintes respostas :

  • O que o componente faz: descrição(description)
  • Como usar o componente: comportamento(behavior)
  • Como customizar o componente: atributos(attributes)
  • Como estilizar o componente: estilização(styling)
  • O componente precisa de uma script tag extra: scripts requeridos(required script)
  • Qual layout o componente suporta: Layouts

Adicionando um componente extended

Agora que temos uma introdução sobre components, vamos utilizar o nosso código boilerplate vamos adicionar uma componente amp-youtube:

<!DOCTYPE html>
<html amp>
  <head>
    <meta charset="utf-8">
    <meta name="viewport" content="width=device-width,minimum-scale=1">
    <meta name="description" content="Este é um Boilerplate AMP.">
    <link rel="preload" as="script" href="https://cdn.ampproject.org/v0.js">
    <script async src="https://cdn.ampproject.org/v0.js"></script>
    <title>Components AMP</title>
    <style amp-boilerplate>body{-webkit-animation:-amp-start 8s steps(1,end) 0s 1 normal both;-moz-animation:-amp-start 8s steps(1,end) 0s 1 normal both;-ms-animation:-amp-start 8s steps(1,end) 0s 1 normal both;animation:-amp-start 8s steps(1,end) 0s 1 normal both}@-webkit-keyframes -amp-start{from{visibility:hidden}to{visibility:visible}}@-moz-keyframes -amp-start{from{visibility:hidden}to{visibility:visible}}@-ms-keyframes -amp-start{from{visibility:hidden}to{visibility:visible}}@-o-keyframes -amp-start{from{visibility:hidden}to{visibility:visible}}@keyframes -amp-start{from{visibility:hidden}to{visibility:visible}}</style><noscript><style amp-boilerplate>body{-webkit-animation:none;-moz-animation:none;-ms-animation:none;animation:none}</style></noscript>
    <link rel="canonical" href=".">
    <script async custom-element="amp-youtube" src="https://cdn.ampproject.org/v0/amp-youtube-0.1.js"></script>
  </head>
  <body>
    <h2>Components AMP</h2>
    <amp-youtube
    data-videoid="ZqQ5UXjZukY"
    width="480" height="270"></amp-youtube>
  </body>
</html>
example amp-youtube

Atenção para dois items o script que importamos para renderizar nosso componente youtube amp-youtube-0.1.js e por fim a tag amp-youtube ela será responsável exibir nosso youtube vídeo.

Componente amp-youtube

É um componente extended responsável por exibir vídeos no youtube por isso além das dimensões um requisito obrigatório é o id do nosso video, podemos achar na url do video que queremos compartilhar, exemplo, ‘https://www.youtube.com/watch?v=ZqQ5UXjZukY‘ a propriedade v é o id do nosso vídeo ou seja precisamos apenas do id ‘ZqQ5UXjZukY‘ para adicionar em nosso componente aceita uma série de parâmetros:

  • data-videoid: id do video do youtube
  • layout: tipo do layout que iremos trabalhar, exemplo, no código anterior o video respeita as dimensões definidas no componente mas caso adicionarmos a propriedade layout como responsive nosso componente ira sempre se adaptar ao componente pai e a largura da tela.
  • width e height: as dimensões do nosso video lembrando sempre respeitando a proporção 16:9.
  • data-live-channelid: o id da sua transmissão ao vivo, nesse caso precisamos de uma propriedade diferente para nosso componente reconhecer uma transmissão ao vivo
  • autoplay: se o atributo estiver presente e o browser suportar o vídeo irá tocar automaticamente
  • loop: se o atributo estiver presente o video irá tocar em loop
  • dock: adiciona a versão do vídeo minimizada, quando o usuário realiza o scroll do conteúdo e o video sai da área visível do browser. Para habilitar este recurso precisamos de um componente extra o amp-video-docking exemplo a seguir.

Video dock

Video dock foi introduzido pelo youtube recentemente ele permite o usuário acompanhar o vídeo um pequeno popup no canto superior direito enquanto realizar o scroll no conteúdo. Ele pode ser integrado com outros componentes: amp-youtube amp-video, amp-video-iframe, amp-dailymotion.

Para utilizar o dock precisamos de dois passos básicos carregar o script necessário e o atributo dock em nosso vídeo. Também podemos adicionar docks customizados, mas para esse tutorial vamos utilizar o dock padrão. Como podemos ver no código abaixo:

<amp-youtube
      data-videoid="ZqQ5UXjZukY"
      width="480" height="270"
      dock
      layout="responsive"></amp-youtube>

Placeholder image

Podemos adicionar uma imagem de placeholder ela irá aparece no local do vídeo enquanto ele carrega, para isso em nosso componente amp-youtube vamos adicionar um componente amp-img com uma propriedade para placeholder para especificar que a image é um placeholder de um amp-youtube como podemos ver no código abaixo:

<amp-youtube
      data-videoid="ZqQ5UXjZukY"
      width="480" height="270"
      layout="responsive">
      <amp-img placeholder
        layout="fill"
        width="480"
        height="270"
        src="./assets/images/cover_image.png"></amp-img>
</amp-youtube>

Essas são algumas das possibilidades que podemos fazer com amp-youtube se quiser saber mais sobre o componente acesso o link: https://amp.dev/documentation/components/amp-youtube/?format=websites

Esse material faz parte do curso de AMP em meu canal do youtube para acompanhar as aulas assine o canal:

https://www.youtube.com/channel/UCPaufJocHYVHj44iwXG95PA?view_as=subscriber

Mais vídeos sobre AMP você irá encontrar aqui.

Categorias
AMP Accelerated mobile pages

Como trabalhar com imagens no AMP

Quando trabalhamos com AMP temos restrição na utilização de algumas tag HTML e ia tag img se encontra nessa lista. A principal razão é que imagens são responsáveis pela maior parcela no tamanho total de uma aplicação. Por isso o framework tem um cuidado especial no carregamento de images para isso utilizamos o componente amp-img, responsável por série de melhorias em nossa aplicação, por exemplo, lazy-loading e compressão.

Os componentes AMP utilizam web components um conjunto de 4 apis web nativas que permitem a criação de blocos reutilizáveis. A plataforma possui uma série de componentes que agilizam o processo de criação de nossa aplicação. Os componentes priorizam accessibilidade e performance, caso queira conferir a lista completa só acessar a página de catálogo de components, mas para esse tutorial vamos especificamente iremos utilizar <amp-img>.

amp-img

Parece um componente simples mas tem uma série de melhorias de performance com lazy-load, resize e compressão de images. Mas para a redimensionamento de image acontecer precisamos sempre especificar a altura e a largura das imagens. O componente espera os seguintes parâmetros:

  • alt – texto alternativo assim como tag img precisa para produzir um conteúdo mais acessível.
  • width e height – necessário para definir as dimensões de nossa imagem
  • src – assim uma uma tag img define o endereço de nossa imagem
  • layout – estilo de layout que a image terá, AMP possui os seguintes formatos: fill, fixed, fixed-height, flex-item, intrinsic, nodisplay, responsive

Assim que sabemos como utilizar amp-img nosso componente ficará da seguinte forma:

<amp-img src="./assets/images/caipirinha.webp" 
    alt="About Caipirinha"
    width="700" 
    height="526" 
    layout="responsive">
</amp-img>

Fallback

WebP formato 25% a 30% menor que os formatos tradicionais, mas surgiu recentemente e atualmente é suportado por 80% dos broswers(Ago 2019), como podemos ver na imagem abaixo:

Caso queiramos utilizar Webp sem penalizar os usuários dos browsers antigos podemos adicionar um fallback em nosso amp-img sinalizado pela propriedade fallback. e a utilização ficará da seguinte forma:

<amp-img src="./assets/images/caipirinha.webp" alt="Sobre Caipirinha"
          width="700" height="526" layout="responsive">
            <amp-img alt="Sobre Caipirinha"
            fallback
            width="700"
            height="526"
            layout="responsive"
            src="./assets/images/caipirinha.jpeg"></amp-img>
        </amp-img>

Como podemos ver acima isso mesmo o componente de fallback fica dentro do nosso componente principal assim o AMP ficará responsável de verificar se o browser do usuário possui suporte ou não para o formato webp e carregar apenas uma imagem.

Esse post faz parte do conteúdo auxiliar do curso de AMP. Mais posts sobre AMP você confere aqui. Exercícios e exemplos você irá encontrar no meu github. Próximo post iremos falar mais sobre AMP components, caso tenha alguma dúvida deixe um comentário.

Categorias
AMP Accelerated mobile pages

Criando primeira página AMP

Novo curso em meu canal do YouTube sobre AMP já está no ar:

Nos primeiros vídeos e posts eu fiz a apresentação do nosso projeto. Agora vamos aprender a criar nossa primeira página AMP e vez quais os requisitos básicos para publicar nossa primeira página AMP.

Requisitos básicos

  1. Primeiro precisamos sinalizar que temos conteúdo amp através de um emoji de raio ou adicionando a palavra AMP em nossa tag HTML
  2. Carregar o script do AMP
  3. Utilizar ferramentas como AMP validador para deixar nossa página 100% compatível

AMP validator

AMP validator é importante por duas razões:

  1. Manter a qualidade do seu código como acessibilidade e performance
  2. Somente conteúdo válido AMP será entregue pelo AMP cache
  3. Não fique desmotivado caso tenho uma série de erros de validação isso é um sinal que você terá uma série de melhorias em seu código

Para utilizar o AMP validator você pode utilizar 4 versões:

Vamos utilizar um simples código HTML para fazer nossa primeira conversão, para ativar o validator precisamos adicionar o atributo amp na tag Para validator reconhecer o conteúdo adicionamos em nossa tag HTML o parâmetro amp:

<!DOCTYPE html>
<html amp>
    <meta charset="utf-8">
    <meta name="viewport" content="width=device-width,minimum-scale=1">
    <meta name="description" content="nossa primeira página amp">
  <head>
    <title>Como validar uma página AMP</title>
  </head>
  <body>
    Olá AMP
  </body>
</html>

Quando testamos o código acima no validator web temos o seguinte retorno:

web amp validator

No caso esteja utilizando a extensão Chrome o retorno será através de um ícone no topo superior direito.

AMP Cache

AMP cache é utilizado por mecanismos de busca como Bing e Google eles realizam o preload da primeira página de sua aplicação assim realizando o carregamento quase que instantâneo de sua aplicação.

AMP cache realiza optimização automática de sua aplicação com:

  • Cache images e fonts
  • Comprime images
  • Converte images em formatos como Webp caso o browser suporte
  • Limpeza do HTML para prevenir ataques XSS

Anatomia de uma página AMP

Todas as páginas AMP iniciam com o mesmo código base com requisitos obrigatórios:

  • Atributo AMP na tag html
  • viewport tag
  • Chamada para AMP JavaScript
  • Boilerplate CSS

Esse código é chamado de AMP boilerplate, podemos gerar o nosso código boilerplate através da página amp.dev/boilerplate lá podemos realizar uma série de configurações em nosso código base, chamada de fontes, suporte a service worker, SEO e Google Analytics:

Tela de configuração do amp boilerplate

Como vimos na validação anterior apenas um markup básico não é suficiente para criar uma página válida AMP. Aplicando as regras que vimos anteriormente a nossa estrutura básica ficará da seguinte forma:

<!DOCTYPE html>
<html amp>
  <head>
    <meta charset="utf-8">
    <meta name="viewport" content="width=device-width,minimum-scale=1">
    <meta name="description" content="Este é um Boilerplate AMP.">
    <link rel="preload" as="script" href="https://cdn.ampproject.org/v0.js">
    <script async src="https://cdn.ampproject.org/v0.js"></script>
    <title>Como validar uma página AMP</title>
    <style amp-boilerplate>body{-webkit-animation:-amp-start 8s steps(1,end) 0s 1 normal both;-moz-animation:-amp-start 8s steps(1,end) 0s 1 normal both;-ms-animation:-amp-start 8s steps(1,end) 0s 1 normal both;animation:-amp-start 8s steps(1,end) 0s 1 normal both}@-webkit-keyframes -amp-start{from{visibility:hidden}to{visibility:visible}}@-moz-keyframes -amp-start{from{visibility:hidden}to{visibility:visible}}@-ms-keyframes -amp-start{from{visibility:hidden}to{visibility:visible}}@-o-keyframes -amp-start{from{visibility:hidden}to{visibility:visible}}@keyframes -amp-start{from{visibility:hidden}to{visibility:visible}}</style><noscript><style amp-boilerplate>body{-webkit-animation:none;-moz-animation:none;-ms-animation:none;animation:none}</style></noscript>
    <link rel="canonical" href=".">
  </head>
  <body>
    Olá AMP
  </body>
</html>

Agora temos uma versão válida AMP, como qualquer arquivo HTML uma página AMP precisa de uma tag head e tag body. Mas com uma atenção a três items. A script tag que carrega o script do AMP, canonical tag que iremos entrar em detalhes posteriormente e uma tag stile com o CSS boilerplate do AMP. Com isso temos o seguinte resultado:

Canonical tag

Um dos pré requisitos para ter uma página AMP válida é a tag canonical ela é responsável por informar se conteúdo carregado possui uma versão não AMP, para o mecanismos de busca não identificar sua página AMP como conteúdo duplicado. Caso possua apenas a versão AMP aponte para própria página. em nosso caso na linha 11 definimos nossa propriedade com “.”

Viewport meta responsável por definir como sua aplicação vai responder visualmente a múltiplos devices. Na linha 10 temos o CSS responsável por esconder o conteúdo da página enquanto a aplicação é processada pelo JavaScript do AMP. Você não precisa editar esse arquivo mantenha do jeito que copiar.

Por fim temos o carregamento do JS do AMP, a primeira tag “link” na linha 7 é responsável por realizar o preload do script e na linha seguinte tag “script” realiza o carregamento detalhe para async dentro da tag ele determina que nosso script será carregado de forma assíncrona.

CSS

Ok, temos nosso markup básico mas caso queiramos carregar um arquivo CSS teremos um seguinte erro no validator:

Mensagem não ajuda muito mas isso significa que a tag link com AMP só é válida para fonts e além disso para um set específico de fontes:

  • Fonts.com: https://fast.fonts.net
  • Google Fonts: https://fonts.googleapis.com
  • Font Awesome: https://maxcdn.bootstrapcdn.com
  • Typekithttps://use.typekit.net/

No caso do style customizado teremos que adicionar de forma Inline, isso é um requisito para reduzir o número de requisições e também ajudar no cache de sua aplicação. Além disso ele precisa ser adicionado em uma tag <style amp-custom> e os requisitos são os seguintes

  • 50kb por tag
  • Somente uma tag por página
  • O uso de !important é totalmente proibido
  • Seletores CSS não podem começar com ‘-amp-‘

O projeto usado no curso está no repositório: https://github.com/fellyph/the-best-caipirinha/ as aulas serão separadas por branches, no próximo post vamos ver como trabalhar com imagens e AMP.